Microeconomia e Macroeconomia: quais as diferenças e porque analisar?

As diferenças e importâncias das análises macro e microeconômica para um negócio. O que influencia cada nível e como se relacionam com as demandas na Economia.
Autor:

Semelhante às segmentações de outras áreas do conhecimento, a teoria econômica encontra na separação da microeconomia e macroeconomia um direcionamento analítico eficaz para um negócio. 

O surgimento dos termos advém das particularidades proporcionadas pela Economia e denotam a importância das interações aplicadas ao mercado nos respectivos níveis. 

Quer entender como essas análises podem dar mais informações para tomar decisões mais assertivas em seu negócio?

Continue lendo!

Qual a diferença entre microeconomia e macroeconomia?

A categorização do estudo econômico parte das perspectivas analisadas.

Nesse caso, microeconomia e macroeconomia levam em conta a abrangência relacionada às interações dentro do contexto mercadológico.

Assim, macroeconomia enxerga o comportamento da Economia como um todo, enquanto a microeconomia está relacionada à especificação dos mercados examinados.

Macroeconomia

A análise macroeconômica diz respeito à averiguação de variáveis globais, como o PIB, a inflação, o Índice de Preços e outras.

Contextualizando o cenário econômico em níveis generalistas, sejam eles em âmbitos mundiais, nacionais e mesmo regionais de maneira a agregar valor para a análise específica.

Para essa categoria o levantamento empírico de indicadores demonstra a preocupação com as tendências produzidas pelos processos da microeconomia.

Microeconomia

Já a análise microeconômica, comunica as especificidades das atividades de um mercado, ou seja, avalia as interações no mercado por meio de uma visão individual.

Partindo desse princípio, essa análise se concentra em pequenas estruturas do sistema, enxergando o contexto de rendimentos e distribuição de bens, elementos essenciais que atendem às particularidades.

É importante destacar que, os resultados das perspectivas se relacionam de maneira recíproca.

Significa dizer que para melhor entendimento do caráter geral da economia (macroeconomia) se avalia as pequenas estruturas ou níveis mais restritos (microeconomia), e o mesmo ocorre de maneira inversa.

Porque entender a microeconomia e macroeconomia?

Esse tipo de estudo está diretamente relacionado ao posicionamento de empreendimentos dentro dos mercados.

Ou seja, investiga o que gera impacto para um negócio expondo as oportunidades de crescimento.

É partindo das análises macro e microeconômicas que um empreendedor direciona seus esforços de maneira eficaz para melhorar seu negócio e crescer.

Tais estudos são compilados em um estudo de mercado.

Como explicamos, a análise micro tem por foco a exploração de pequenas estruturas que compõem um mercado específico.

No desenvolvimento de projetos essas análises edificam as condições de melhor aproveitamento e alocação dos recursos, considerando também, o aspecto macro do estudo.

Algumas das estruturas de analisadas são: 

Já a análise macro leva em conta variáveis de atividade econômica como o PIB, índices de preço, taxa de juros bem como tendências do setor do empreendimento.

É importante ressaltar que a análise macro pode variar muito a depender do negócio estudado pois diferentes variáveis os afetam.

Por exemplo, o preço internacional do café pode afetar a atividade de uma cafeteria mas deve ser insignificante para a análise de um escritório de advocacia.

Conclusão

É a partir da intersecção entre as análises macro e microeconômica, que as empresas compreendem os espaços ótimos de atuação e, desse modo, conseguem aumentar seus lucros de acordo com os custos e as receitas que surgem ao longo do tempo.

Se quiser saber mais sobre como colocar um estudo de mercado, na prática, clique aqui.